Sangue X Coração

3 abr

A Maternidade sempre foi um assunto fascinante para mim, sempre procurei me informargravidez.jpg e tentar me preparar para o meu momento de ser mãe, tanto que muitas vezes mães vêm me perguntar coisas a respeito. Ser mãe é para mim a grande meta, quando minha vida proporcionar o momento ideal para isso será o ápice de todas as realizações, até tento não super-estimar algo que pode até não acontecer nunca devido a vários fatores, mas não adianta, acho que nasci mãe e só não encontrei meu filhote.

Para mim a maternidade vai muito além de gerar e parir, é desejar, esperar, amar, independente de isso acontecer em seu ventre ou não, claro que faz parte do pacote e desejo muito ter novamente um resultado de beta HCG positivo nas mãos, mas não acho que é isso que faz de uma mulher uma mãe, digo isso porque vejo muita coisa por aí que me irrita, muito preconceito e desrespeito em relação à adoção, tanto de quem não tem casos na família como de quem os tem.

Acho o supra-sumo da ignorância a pessoa que acha que laços sanguíneos são pré-requisitos para amor, que irmãos tem que se agüentar pq tem o mesmo sangue, que filhos tem que respeitar os pais porque tem o mesmo sangue, que fulando não é parente pq não tem o mesmo sangue, se a coisa se baseasse em sangue e só o mundo seria um caos maior ainda.

Penso sim que família tem que se amar e se respeitar incondicionalmente mas porque tem uma vida em comum, uma criação baseada nisso, em respeito e amor e não em sangue, até porque se fosse assim você doaria seu sangue e teria que amar o receptor.

bebe.jpgTenho uma irmã adotiva que é a razão da minha vida, eu a amo como a uma filha e não há nada que a diferencie das demais irmãs a não ser o fato de que somo muito, mas muito mais ligadas do que as outras, temos um laço tão estreito que minha mãe chega a confundir nossas vozes, ela ouve mais a mim do que a qualquer outra pessoa e em nenhum momento da vida dela tivemos dúvidas de que somos irmãs desde sempre e ela sempre soube que era adotada, nunca fingimos nem mentimos até porque existem diferenças físicas, ela é mulata (linda) e nós todas branquelas, mas isso é o menor motivos, sempre fomos honestos porque nunca houve dúvida alguma de que ela é parte de nós, filha dos meus pais e minha irmã, independente de onde ela veio, somos uma família independente da origem de cada um e ouso dizer que ela é o elo forte que nos une hoje.

Tenho outros casos de adoção na família, pessoas que amo da mesma forma que se tivessem o tão idolatrado sangue da família nas veias, porémnão há em suas casas a mesma postura que na nossa,por um motivo ou outro que nunca entendi as pessoas preferem fingir que seus filhos nasceram ali como se a adoção os diminuísse, não entendo, não aceito e acho isso uma tremenda falta de segurança, mas respeito, principalmente porque a minha opinião é só a minha opinião e não tenho nada a ver com a vida que os outros levam, tanto que não vou citar nomes ou laços familiares aqui, mas ultimamente algumas coisas me fizeram pensar muito nisso, no quanto as pessoas vivem vidas de mentira, procuram semelhanças físicas quando os laços devem ser muito maiores que isso. Tenho pensado muito em como o ser humano procura se apegar a coisas frágeis enquanto a vida é algo mais sólido, enquanto a felicidade é muito mais simples e acessível do que parece.

É tão boba essa história de sangue até porque parte do princípio que um filho seu é a mistura sua com alguém que passou a fazer parte da sua vida sem ter laço familiar nenhum (na maioria das vezes), que vc ama porque é legal, porque é bom, porque merece e acho que o filho deve ser amado principalmente por isso, porque ele merece.

Não estou desmerecendo os laços sangüíneos, apenas acho que não é um fator determinante eu uma família, Também não acho que todo mundo deve sair adotando filhos por aí, é uma questão de escolha, mas acho que se uma pessoa faz essa escolha deve estar preparada para amar seu filho como ele é sem mentir para ele ou para sim mesmo, se você não está preparado para ssumir esse amor a uma criaturinha que não foi gerada por você então acho que deveria rever sua decisão.

Tenho muita vontade de independente de gerar um filho um dia adotar outro, não como alternativa para a infertilidade, mas por vontade de dar felicidade e amor a alguém que tanto precisa disso, tenho muitobebe2.jpg receio porque acho que algumas pessoas não vão aceitar essa criança como ela merece, já ouvi coisas que me aborreceram antes mesmo de tomar essa decisão, a velha história do sangue, sabe quando as pessoas dizem fulado tem 2 filhos mais aquele que pegou pra criar? Então não quero um filho meu ouvindo isso principalmente de pessoas próximas, não quero ouvir que tal pessoa tem 5 afilhados mas 1 é adotado, 23 primos e mais o adotado, 4 netos e mais um adotado, assim como eu quero ser mãe gostaria que essa criança fizesse parte da vida de outras pessoas como fará da minha da mesma forma que minha mãe adotou a Mariana e eu a adotei como irmã, da mesma forma que eu acho que o Christian é meu sobrinho igualzinho a Elo e a Gabi e o Dori as considera sobrinhas igual a ele independente de ser do meu lado da família ou da dele porque sangue não é nada quando se tem amor, respeito e solidariedade.

Ps.: Falando em sobrinhos daqui a pouco chega mais um apra a conta, Sa, não vejo a hora de ver o Danilo, acho que estou tão empolgada quanto vc, rsrsrs…

Ps2.: Mudei meus cabelos novamente, qualquer dia coloco uma foto!

Ps3.: Lembram do Jeans medida? Então entrei nele !!!!!!

About these ads

5 Respostas to “Sangue X Coração”

  1. Avassaladora abril 4, 2008 at 9:41 am #

    Olá Diana,
    Gostei muito de todas as suas considerações, assino embaixo de todas…
    Espero que você consiga realizar tudo o quê deseja e que todos procurem entender essa sua decisão.
    Por aqui vou vivendo a experiência de ter um ser crescendo dentro de mim, e que se faz mais presente à cada dia, numa linda descoberta de nós dois.

  2. Fina Flor abril 6, 2008 at 6:20 pm #

    lindona, acho liiiiiiiiiindo quem adota.

    parabéns para sua família por praticar a adoção =]

    beijocas e boa semana,

    MM.

  3. dani faxina abril 11, 2008 at 1:18 pm #

    TANTO TEMPO… E EU ENTRO AQUI E VEJO VC MAIS ANIMADA.
    QUE BOM..JEANS MEDIDA…FILHOS, CABELO NOVO
    UM UP EM VC…
    QUE BOM
    BEIJOS DI

  4. Fabiana Borges abril 22, 2008 at 10:08 pm #

    Sei bem o que é essa magia.Ser mãe é a melhor coisa da minha vida….e isso realmente independe do sanguíneo..tb tenho alguém q considero irmão pelo convívio e o nosso amor aqui é imenso!

    bjos p vc querida…

  5. maressa julho 29, 2009 at 9:31 am #

    adorei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: