Para Nicolas como amor

7 maio

Eu sempre fiz posts de dia das Mães, dia dos Pais, aniversário de alguém que amo, sempre gostei de falar das pessoas importantes para mim mas confesso que estou há dias tentando encontrar palavras para falar de mim como mãe.
Não sei que tipo de mãe sou ou serei, todo dia tenho dúvidas e medo de não ser tão boa quando gostaria, não sei se conseguirei tomar as decisões certas nas horas certas, mas sei que pessoas legais e com bons valores tem que se esforçar muito para conseguirem transformar os filhos em pessoas ruins, e acho que nós somos gente boa então o mínimo que o Nicolas pode ser quando crescer é um cara bem legal.
Já tentei falar sobre o sentimento de ser mãe, sobre o amor que sinto pelo meu piolhinho mas é impossível usar palavras para expressar essa loucura, não sei o que dizer sobre mim nem sobre o que sinto mas sei o que dizer sobre você meu filho, pelo menos sobre como era antes de você e como minha vida se modificou quando você chegou.
Antes eu era uma, agora sou também você, vivo intensamente cada dia seu, quando te coloco em meu seio para alimentá-lo, alimento também a minha alma com imagens suas, com a sensação de todos os dias dar mais vida a você, eu me alimento da sua presença filho, eu sou feliz simplesmente por você estar aqui ao alcance dos meus olhos, eu tenho prazer em acordar de madrugada e te pegar nos braços, te ninar, conversar contigo ao pé do ouvido, depois de você não me sinto mais sozinha, você me acompanha o tempo todo nem que seja apenas em lembranças.
Quando você ia nascer eu tive medo de não me dar conta da importância do que estava acontecendo, lembro que tudo estava tão normal, tranquilo e principalmente da sensação louca que tive quando te vi, do amor que me inundou no momento que você foi retirado de dentro de mim, o mundo parou no momento em que olhei para o seu pai e vi uma lágrima rolando, quando perguntei se vc tinha nascido e ele confirmou, não foi só você que nasceu naquele momento meu amor, eu também nasci ali novamente.
É clichê dizer que você é meu maior presente, mas é a verdade absoluta na minha vida, você é tudo o que eu sempre quis, o bebê mais lindo, bonzinho, perfeito, maravilhoso a tal ponto que até hoje não acredito ser merecedora de tudo isso, não me acho a altura de você Anguzinho, meu filhote, meu amor, minha vida, sim, você é minha vida, a personificação de tudo o que eu poderia desejar, é o resultado de uma vida de amor, e a mistura de duas pessoas que se amam e que hoje estão unidas para te amar, você é amor meu filho, é feito todinho de amor e é isso que você trás para a nossa casa, muito amor e é por isso que eu só tenho a agradecer.

Nicolas, obrigada por ser sua mãe!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: