Arquivo | Cachorrada RSS feed for this section

Dakota

13 jun

Era uma vez um lindo filhotinho cinza de olhos azuis, é, era uma vez…

05052009220

E fez se um monstro! Continua crescendo…

De Meme a Dakota!

20 jan

Ando em dívida, comigo, com o blog, com vocês, poucas pessoas que me visitam, é que não passei por dias muito legais por assim dizer, stress, cansaço, mau-humor e não quero mais vir aqui só reclamar, então preferi não vir.

Já que consegui um tempinho pra vir aqui (voltei da natação agora e nem banho tomei) vou aproveitar para responder o Meme que a Ana deixou pra mim, vamos lá, eis as regras:
1- Colocar o link de quem te indicou para o meme.
2- Escrever estas 5 regras antes do seu meme pra deixar a brincadeira mais clara.
3- Contar os 6 fatos aleatórios sobre você.
4- Indicar 6 blogueiros pra continuar o meme.
5- Avisar para esses blogueiros que eles foram indicados.

Os fato:

1 Poucas pessoas sabem mas sou professora formada. Quando entrei no segundo grau, agora ensino médio (sou velha) optei por fazer magistério, desde o início não tinha muita vontade de lecionar mas fiz os quatro anos com louvor só para ter contato com disciplinas como sociologia, psicologia e filosofia, amo!

2 Já tive uma gravidez ectópica, ou seja, uma gravidez fora do útero. Aconteceu há quatro anos e me rendeu uma cicatriz bem feinha na barriga e um baita medo de acontecer de volta, ah também me levou uma trompa, agora só tenho uma.

3 Já fui escoteira e detestava quando perguntavam se eu era bandeirante, não meninas também são escoteiras! Também já fui capoeirista, bailarina, se for colocar tudo aqui vão os 6 fatos só com coisas que já fiz, fazer o que, fui uma criança/adolescente, muito ativa.

4 Nunca casei oficialmente. Pois é, estou ao lado do homem da minha vida há quase 8 anos e até hoje não nos casamos, confesso que já perdi as esperanças, rsrs…

5 Mexo o corpo junto com o personagem quando jogo videgame. Tá aí um dos motivos para ter pedido um Wii de presente, assim nao passo mais tanta vergonha quando jogo e fico mexendo o controle achando que o pulo será mais alto.

6 Já assisti uma autópsia no IML. Sim, nos tempo de escoteira (vide fato número 3) fizemos uma visita ao Instituto Médico Legal e assistimos a uma autópsia de verdade, o presunto corpo era de uma homem bem gordo e enfim, é nojento…

Não vou indicar ninguém específico, a maioria dos blogs que leio já responderam esse Meme, mas desafio vocês as dizerem aí nos comentários, qual o fato mais curioso sobre você?

###################################################

Aproveitando o post (sabe-se lá quando vou postar outra vez) quero agradecer muito a lindíssima, queridíssima, fofíssima Ana Lu por ter me mandado um presente muito fofo, um selinho lindo!!

premio

Obrigada querida!

Repasso o selo fofíssimo para poucas mas merecedoras amigas:

Fersi, Dani e Ju!

Agora para alegrar seus dias até eu resolver voltar, fiquem com a mais nova peripécia da minha bebê, levem em conta que ela não tinha nem 4 meses quando fizemos o vídeo!

Sem contar o plus que é a Lua ficar bem quietinha do lado esperando pra entrar junto, huahua, tá vendo porque demoro pra postar? 🙂

De tudo

29 nov

Estou meio sem assunto ultimamente, por isso a falta de posts, comecei a ler o primeiro livro dos que chegaram e só não o acabei por absoluta falta de tempo, sabe aquela história de assoviar e chupar cana? Então ando mais ou menos assim, ler, escrever, bordar, ver filmes, cuidar das dogs…

Falando das minhas meninas essa semana a dona Dakota me deu um susto daqueles, ou melhor fui eu que dei um grande susto nela. Terça-feira de tardinha eu estava tirando umas coisas do varal e ela calçou meu pé por trás e acabei pisando na patinha dela, foi um stress tão grande, ela chorou tanto, tanto, que eu achei que tinha quebrado o pé da cachorrinha mas por sorte não foi nada grave, só uns dias mancandinho e tomando remédio e já está novinha em folha, mas vou te contar, essa garota ainda vai me matar de susto, todo dia arruma alguma encrenca do tipo…

Segunda-feira começa a obra no meu quintal, já não era sem tempo, daqui a pouco não tenho mais espaço pra nada com essas cachorras aqui, o aumento que vai rolar no meu espaço não será tanto mas o suficiente para elas poderem brincar mais tranquilas, ou melhor para a Dakota pentelhar a Lua com mais conforto.

Fim do ano chegando, eu com dois amigo-secretos para revelar e nenhuma inspiração para presentes, o pior é que sei que em nenhum dos dois eu ganharei coisa que preste, já estou vendo!

Por enquanto é isso, quando der eu volto para contar mais um pouco das “aventuras” que ando vivendo com essa cachorrada maluca.

Crise de identidade

10 nov

Desde o dia que decidi comprar outra cachorrinha um impasse tomou conta do meu lar, um nome, uma decisão muito simples porém muito séria já que é como ela sera chamada pelo resto da vida, fora que no caso dos cães o nome também indica um pouco da personalidade deles, tipo colocar em um rotweiler o nome de fifi, nã rola.

Enfim a dúvida se instalou por aqui e embora tivéssemos vários bons nomes nenhum foi a cara da nossa gigante prateada, foi quando pensamos em colocar um nome alemão, foi quando surgi o nome Heido, lindo na forma escrita mas que tão logo escolhemos foi um fiasco falando, primeiro pq as pessoas logo pensam em Raid, como o inseticida, segundo que sempre precisamos explicar o motivo e tudo mais, terceiro porque ah, não ficou tão imponente quanto ela merece, resultado, desbatizamos, agora temos uma cadela sem nome.

As opções de nomes novos diminuiram e garimpamos até ficar com apenas dois, são eles Dakota e Vanilla, estamos pendendo mais para o primeiro, mas até decidirmos completamente ela é “a outra”, “a cadelinha” ou simplesmente “a chata”.

Aceito sujestões e votos entre os dois finalistas!

E pensar que isso:

05112008046

Vai virar isso!weimaraner-0165

A Família (canina) cresce!

6 nov

Não sou o tipo de pessoa que concorda com opiniões unânimes, não costumo pré julgar nada nem ninguém principalmente com base em cor sexo ou condição social, também não sou do tipo que repete ditados como se fossem verdades absolutas, porém outro dia caminhando na rua com o marido vimos um cachorro muito estranho e engraçado, aqueles vira-latas de carteirinha mesmo, saímos rindo do estilo do bicho e comentando que além das crianças os cães também são seres muito, muito engraçados, foi quando tive que dar meu braço à torcer para a máxima que diz: desconfie de quem não gosta de cachorros.

Amo animais de todos os tipos, mas tenho uma queda muito grande para os cachorros, grandes, pequenos, de raça ou não, sou do tipo que se deixar cata tudo e leva para casa e quando levo não dou, não vendo, não empresto, tanto que desde que a Samantha me deu a Lua (minha cocker) ela não cruzou porque não terei coragem de vender os filhotes, acho que mais do que qualquer ser-humanos os cães são fiéis e leais até o fim, te dão amor e carinho sem esperar absolutamente nada, te defendem sem nem te perguntar se vc estava mesmo certo, te amam incondicionalmente até o fim, admiro muito esse comportamente e muitas vezes prefiro a presença de um cachorrinho sarnentinho da rua do que de muita gente por aí.

Então vocês devem estar se perguntando: Porque tanta lenga lenga? E aí eu respondo com outra historinha. Desde que nos casamosqueríamos um cachorro, tenho uma certa preferência por raças grande pois são menos barulhentos e mais independentes, ensaiamos várias adoções ou comprar mas sempre por um motivo ou outro acabávamos adiando, até que ganhamos a Lua e desistimos de outro, ela veio já adulta e não é exatamente o tipo que compraríamos mas ficamos satisfeitos com a personalidade e as características dela, é linda, querida e bagunceira, quase uma pessoa, rsrs e aí se vão 4 anos com nossa garota em casa e apesar de não falarmos mais de comprar não havíamso desistido por completo de um animal de porte maior, só precisávamos de espaço e grana, não exatamente na mesma ordem.

Há um certo tempo estávamos sondando algumas raças e pensando em comprar um filhote, cogitamos outro cocker ou um beagle por conta do espaço que tempos no quintal, mas aí chegamos ao consenso de que se não era pra ter exatamente o que desejávamos melhor não ter, adiamos novamente, pensávamos em um cachorro grande e diferente, nada de labradores ou golden retrivers da vida, as raças a que pendemos eram mais digamos exóticas, dálmata, doberman ou um Weimaraner, esse último quase impossível pois nunca vimos nenhum aqui na cidade ou mesmo em Curitiba, eu estava há muito tempo procurando classificados e não achava nada de nenhum deles, vez ou outra um doberman mas não estávamos certos da decisão até que semana passada vi um anúncio de filhotes de Weimaraner em Curitiba, não tinha data mas decidi responder ao anúncio pelo menos para manter contato com a criadora e não é que ela me respondeu, estava feita a encrenca.

Foram vários emails trocados, negociação, impasse, desistência, dúvidas, fotos, até que hoje pela manhã finalmente trouxe para casa a mais nova moradora:

05112008044

Ela é linda, tem todos os requisitos da raça, a cor maravilhosa, o temperamento amoroso e os olhos mais expressivos que já vi, ainda está bem chorona e apreensiva, a Lua não gostou muito de ganhar uma irmã e sempre que pode dá um safanão na pequena que morre de medo, o que não a impediu de tomar posse da casa da mais velha que até entregarem a nova casa está oficialmente sem teto!

Agora me digam, quem não gosta de uma coisa linda dessas é normal?