Archive | Eu que fiz… RSS feed for this section

Agora só falta você!

20 fev

Desde que descobrimos que o Nicolas estava à caminho já começamos a planejar seu canto, na verdade planos para ele sempre tivemos, mas quando tudo se tornou concreto era a hora de começar a colocar a mão na massa.
Nossa casa estava com vários problemas e de uma forma meio trágica e providencial conseguimos ter condições financeiras para fazer as reformas necessárias, pelo menos o básico que era o telhado, para podermos voltar a dormir em nosso quarto (sim, dormíamos na sala), fechar uma porta aqui, colocar uma parede ali e foi então que recebi a ordem de despejo do meu cafofo para liberá-lo para o futuro dono e desde então estamos em constante trabalho para tornar o lugar onde ele passará seu tempo o mais fofo e confortável possível.
Antes mesmo de sabermos o sexo do bebê estivemos em uma feira de gestante e nos encantamos com tudo, fizemos todo o enxoval com estampas neutras e compramos o jogo de protetores do berço, estava decidido, o quarto do nosso filhote seria de bichos variando alguma coisa ou outra dependendo do sexo, o jogo do berço comprado é bege e combinaria com uma menininha ou um moleque, então arrematamos na hora.
Aos poucos fomos pintando (depois de sabermos que era um menino), colocando o papel de parede e idealizando cada coisa, os meus pais que sempre esperaram pelo neto já haviam prometido o berço e cumpriram com o trato, compraram o que a mamãe aqui escolheu e o resto das coisas foi sendo comprada, ganhada e feita aos poucos, o grosso do trabalho já está pronto há tempos assim como as roupinhas que foram todas compradas bem cedo pra facilitar minha vida, sabia decisão, hoje não conseguiria bater perna, e agora posso dizer que quando o Nicolas chegar seu ninho está prontinho.
Embora ter um quarto e o que estiver dentro dele não seja o mais importante para a chegada do meu filho o exercício de ir fazendo cada coisinha, preparando, ajeitando e sonhando com o momento em que ele estaria ali ajudou muito na minha preparação para esse momento cada vez mais próximo, hoje quando paro na porta do quarto já não penso no que falta ser feito mas em quem falta estar ali, só falta ele e falta muito pouco para que nosso filhote chegue, só peço a Deus que ele venha perfeitinho, com saúde e que goste bastante de leão rs.

Filho, teu lugar no mundo está garantido, agora só falta você!


Ps.: Para não passar por mentirosa há 2 coisas a serem feitas ainda, terminar a pintura da porta que resolvemos pintar em cima da hora e colocar o nome dele na plaquinha…

Mamãe crafter? Nem tanto assim…

6 dez

Nos tempos de não grávida sonhava com o dia em que costuraria cortina, protetor de berço, roupinhas de cama, personalizaria e faria coisinhas lindas com minhas próprias mãos, veja bem, não é que a vontade tenha deixado de existir, mas entre o sonhar e o realmente ter força, disposição e energia para fazer existe um grande abismo.

Não fiz a cortina, ganhei pronta e mandei fazer um bandô lindo de bichos que não faço idéia de quando fica pronto, não fiz o kit de berço, comprei antes mesmo de sabe que senhor Nicolino vinha por aí, se fosse uma menininha também teria um quarto de bicharada e a roupa de cama, bem, ainda falta comprar ou fazer mais um joguinho de lençol, mas estou esperando pra ver se não chove lençol por aqui, vai que dou sorte…

Mas como nem só de marasmo vive essa grávida resolvi criar coragem e comprei o tecido para fazer a capa/ colcha/ roupa da cama de solteiro que ficará morando no quarto do filhote, queria fazer algo que cobrisse o box todo que é daqueles conjugados e não existe saia para tal trambolho, então bolei algo que ficasse bonitinho mas sem muito frufru pois menino é macho que não vai viver entre babados rsrs.

A ideia é fazer um encosto com travesseiros e a capa virar um tipo de sofá, fiz fronhas para os 2 travesseiros que tinha aqui, falta comprar mais 2 e fazer mais duas fronhas, prometo que até o filhote chegar estará tudo pronto, querem fotos?

E não é só isso, quando a buchuda senta em frente à máquina de costura ela não levanta tão fácil, aproveitei e coloquei viés nas fraldinhas que comprei há séculos e estavam guardadas no guarda-roupas, nas branquinhas também coloquei apliques cutes, queria tudo de bichinho e verdinho mas não achei aí escolhi os mais legais e colei esses mesmos, fiz algumas do tamanho normal e outras cortei pra fazer pequenininhas, as estampadinhas só preguei o viés e achei que ficou bem digno, tudo bem que em algumas terei que repassar a costura que está soltando, mas ficou bonitinho olhando de longe.

Ah, e sabe o kit do berço que eu não fiz? Então, tem foto dele, no berço lindo que Nicolino ganhou dos meus pais, os avós mais babões e apaixonados desse mundo, me digam, não é a coisa mais linda do mundo!?

Fazendo arte parte 2

28 ago

Tem dias que eu olho para a pilha de projetos inacabados e tenho preguiça só de pensar, passo semanas sem tocar em um tecido, sem abrir a máquina de costura ou pensar em idéias legais para pôr em prática, em outras épocas sou só criatividade e a maquina praticamente não desliga da tomada, ultimamente estou nessa fase produtiva.

Outro dia adaptei uma bermuda para usar na gravidez e hoje resolvi mexer em um vestido que há tempos estava ocupando espaço no armário e alimentando idéias na cabeça.

O vestido em questão era da minha cunhada. longo e tomara que caia não me favorecia nem um pouco, sempre amei a estampa e o modelo e por isso ele acabou nos meus domínios mas mesmo nas épocas em que estive mais magrinha vestia e acabava trocando, não acho confortável peças sem alças e tendo em vista o tamanho dos meus seios não fica bem mesmo, então ele virou um projeto em potencial, o plano era de alguma forma colocar alças e diminuir o comprimento sem perder os detalhes charmosinhos da peça.

Pois bem, a princípio pensei em cortar a parte de baixo até um comprimento que me caisse melhor e usar para fazer uma alça, mas como dá pra ver na segunda foto o vestido é meio evazê e tem um babadinho bonitinho em baixo, se cortasse ali ficaria um tubo reto sem graça, a saída então foi refazer a parte de cima, virei o vestido do avesso, analisei a forma como era feito o franzido e me pareceu fácil, uma barra em cima com um elástico passando por dentro e outro elástico costurado abaixo do busto, então foi só meter a tesoura e refazer meu vestido.

Com o corte feito não teve jeito, tinha que terminar o serviço, então refiz a barra, errei, fiz de volta, preguei o elástico em baixo do busto esticando pra ficar franzidinho e ficou praticamente igual o original.

O desafio agora era a alça que eu não queria simplezinha, mas o que eu queria fazer que era costurar uma frente sobreposta como se fosse uma frente-única não ia rolar porque devia ter feito antes de franzir o tecido, então a saída foi seguir o caminha mais fácil e menos trabalhoso, fiz elas simplezinhas mesmo e preguei na parte de cima, assim vapt-vupt e me vestido agora é usável por alguém com pouco mais de 1,5m de altura.

Mais uma vez não fotografei o passo a passo, mas  dá pra imaginar como foi fácil né fias? é só arriscar, tentar, errar, uma hora as coisas dão certo, se não derem faz pano de chão.

Inventando moda

26 ago

Essa semana estava procurando modelos de jeans para gestantes na internet e acabei caindo em um blog com um tutorial para adaptar calças normais com o cós elástico para gestante, no mesmo dia havia comentado com o Dori que precisava comprar uma bermuda nesse modelo para usar nos dias mais quentes então na mesma hora que vi o tutorial resolvi me arriscar.

Escolhi uma bermuda que comprei no último verão e não usei por conta do cós ser muito baixo já pensando em se ficasse uma bosta não perder uma roupa que gosto.

Arranquei o zíper e fechei a abertura, inicialmente pensei em apenas pregar o cós elástico em cima do original, mas depois resolvi fazer como no blog que vi e cortei uma parte da frente da bermuda e refiz o cós como vc pode ver na próxima foto:

A foto tá uma bosta mas dá pra ver que eu cortei arredondado, fiz uma barrinha primeiro porque não tenho habilidade pra costurar tudo de uma vez.

Depois disso peguei um pedaço de ribana de algodão, dobrei no meio e preguei um elástico meio larguinho nela, e preguei na calça que ficou assim:

Como dá pra ver ficou meio franzidinho porque eu optei em colocar o elástico mais esticado pra prender melhor já que a bermuda tem o cós mais baixo e ficava caindo pois meu quadril é pequeno (sim tenho algo pequeno).

Não tirei foto do passo a passo porque não tava a fim de fazer um big tutorial, para isso é só perguntar pro tio google que ele é seu amigo e te ajuda a achar, a intenção é só mostrar que até alguém sem habilidades para costura como eu consegue fazer isso, rsrs

Também não tirei foto da bermuda no corpo porque tô gorda e não tava a fim de mostrar a pança, talvez quando a barriga for menos pança e mais gravidez vocês vejam como ficou o resultado.

De resto está tudo indo na mais perfeita ordem, piolhentinho crescendo mas não quis mostrar as partes pro médico confirmar se é menino ou menina, então vamos esperar mais um pouco pro suspense acabar.

Crafitices

10 maio

Quem me acompanha no twitter sabeque tenho aprontado um pouco com a máquina de costura que sequestrei da minha mãe, não se costurar e me bato pra fazer uma barra/bainha que seja, mas como inventar é comigo mesmo tenho soltado a imaginação.

Continue lendo

O que ando aprontando?

3 jan

Esse fim de ano foi muito produtivo pra mim, além de ter feito muita coisa de feltro, muitos enfeites de natal lindos, ainda me aventurei mais na culinária com biscoitinhos de gengibre, o resultado foram algumas encomendas e a família toda presenteada com os mimos…

A próxima empreitada?

Cupcakes! Estou procurando uma boa Fôrma para bolinhos daquelas com os buracos para colocar as forminhas, até lá vou testando as receitas com forminhas de empada, hoje inventei uma receita salgada, alguém quer vir lanchar comigo?

Darei notícias das experiências com os bolinhos!

Ah, feliz ano novo! Muita felicidade nesse ano novinho em folha que acabou de começar!!

O Natal chegou por aqui!

2 dez

Que cheiro de mofo nesse blog hein?!

Resolvi dar o ar da graça pra mostrar que há muito já é natal por aqui!

Tenho trabalhado horrores em enfeitinho de natal e modéstia à parte estão ficando lindos, querem ver? Clica aí em baixo então!

Continue lendo